Read in English - Leer en español
Powered by Google Translate

Criando um aterramento para computador

As condições de rede elétrica atualmente...

A energia elétrica, principalmente em nossa cidade, tende a oscilar muito. Essas oscilações de energia (aumento e/ou queda brusca) danificam o computador consideravelmente. Para isso, existem circuitos elétricos e técnicas que podem, além de aumentar a vída útil do sistema, proteger-nos fisicamente, evitando que levemos choques elétricos de qualquer intensidade.


A solução mais simples e realmente obrigatória na instalação de PCs é o aterramento. Não é por acaso que existem três pinos no plug da tomada. O maior é o responsável por manter todo o sistema aterrado.


É ele, por exemplo, que faz o estabilizado realmente funcionar.

É ele quem evita que levemos aqueles choquinho tão incômodos quando tocamos na carcaça do gabinete.

É ele que anula a interferência eletromagnética, que deixa turva a imagem de nossa TV quando temos que usar o PC...


O aterramento...

A palavra aterramento refere-se à terra propriamente dita. O aterramento é o fio ou a barra de cobre enterrado, onde passa a corrente elétrica para o solo. Quando se diz que algum aparelho está aterrado (ou eletricamente aterrado) significa que um dos fios de seu cabo de ligação está propositalmente ligado à terra. Ao fio que faz essa ligação denominamos "fio terra".


Uma curiosidade...

Sabia que o NEUTRO, é um fio TERRA?


Mas o NEUTRO não pode ser usado como TERRA para proteção de nenhum dispositivo, pois ele é um retorno natural de energia.

Imagine que há uma fábrica ao lado de sua casa. Esta fábrica possue motores que trabalham com altas correntes de energia. Utilizam o NEUTRO, que você também utiliza, para retorno de energia.

Por isso, cada componente tende ser protegido individualmente, classificado por tipo de aparelho doméstico.

Veja, você não vai proteger teu computador utilizando o TERRA do chuveiro elétrico, não é?


Um estudo sobre o fio TERRA

Um ponto de dúvida é o valor da resistência de aterramento. Ela mede a capacidade do aterramento de descarregar a energia para a terra. Quanto menor essa resistência, melhor para a instalação, pois mais rápida será a atuação das proteções.


A norma brasileira de proteção contra descargas atmosféricas (NBR 5419/93) recomenda um valor máximo de 10 ohms. Para medir a resistência de um aterramento usa-se um aparelho chamado de megômetro. É testado nas hastes de aterramento quando interligadas, não na tomada. Valor tolerável é de 1 Ohms até 25 Ohms.

O aterramento deve ser de ponto único e não deve ser curto-circuitado ao neutro, embora possa substituí-lo.


Confeccionando um aterramento...

Ao fazer um sistema de aterramento, há de se analizar alguns aspectos:


  • Solo: Um solo ideal é não arenos, ligeiramente úmido e que não esteja bloqueado por camadas de cimento, evitando que o solo mantenha a umidades.
  • Material utilizado: Cabos ao invés de fios rígidos, têm melhores resultados.
  • Cuidado no local de instalação: Evite instalar aterramentos perto de piscinas, locais onde crianças costumam brincar ou travessia de carros, evitando que este se estrague.

Material básico necessário...


  • Barra de cobre: barra de ferro revestido em cobre, com tamanhos padronizados entre 1,30m até 3,5m.
  • Cabos para aterramento: cabos com muitos fios são ideais para um aterramento de qualidade, lembrando sempre que quanto mais espesso for o cabo, melhor a qualidade do aterramento. Se optar por fios rígidos, não esqueça de tirar a capa plástica que envolve o fio, devido a eletricidade estática - apesar de aterrado.
  • Abraçadeira em cobre: Serve para conectar o cabo à barra de cobre, sem precisar de grandes esforços ou improvisos ineficazes.
  • Tomada com suporte para TERRA: é uma tomada, que tem suporte para o cabo que você está integrando ao sistema elétrico. Além dos conectores NEUTRO e FASE, também há um para o TERRA.

Testando o aterramento...

A maneira mais prática de testar um aterramento é aplicando os conhecimentos de Diferença de Potencial.

Se sabemos que o NEUTRO é um retorno de energia, então há uma certa corrente nele. Como o TERRA não possue corrente, então sua voltagem é 0.


Quando, com um multimetro trabalhando com a opção de medição de corrente alternada, colocamos suas pontas de teste, um no NEUTRO e outro no TERRA, a diferença de potencial não pode passar de 1v.

Acima disso, o aterramento do NEUTRO não está bom. A solução é aterrar o NEUTRO, isoladamente, claro.


Aumentando a confiabilidade do aterramento...

Muitas vezes, teremos problemas com o solo na hora de aterrar. Aí então, a solução são técnicas de aprimoramento do aterramento.


Criamos, malhas de aterramento, colocando não uma, mas várias barras de cobre, aumentando a eficiencia TERRA. Quanto mais barras usamos interconectadas, mais eficiente é o aterramento, suportando até uma maior quantidade de PCs a ela protegidos.


Instalando os cabos à tomada...

A instalação dos cabos na tomada devem seguir os padrões da ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas).Na tomada, o FASE é a direita, o NEUTRO a esquerda e o TERRA no centro, como sugere a imagem...



Quando a rede pede 220v...

Quando a rede pedir 220v, devemos ligar FASE1 a esquerda, FASE2, a direita e TERRA no centro, como sugere a imagem...


16 comentários:

Rita Candeu disse...

Olá...

estou tentando entender como funciona o fio terra...

eu moro em uma chácara
onde as variações do fornecimento de energia me obrigaram a adquirir um no break

e mesmo assim percebo que devo ter um aterramento correto.

Pois bem:
a tomada onde ligo meu PC (110V) está localizada em uma parede que tem a outra face para o terreno gramado e pergunto se for colocado as tais hastes de cobre (tenho bastante espaço) e simplesmente puxar o fio da haste direto até a caixa da tomada dá certo - sem passar pela caixa geral - certamente fazendo as conexões corretas etc....

Anônimo disse...

Ola Rita,

Sim dará certo.
Porém o terra para se proteger de Raios e surtos elétricos provenientes da rede elétrica não será suficiente. O ideal é colocar no circuito um sistema de DPS ( dispositivo protetor de surto), que mesmo em áreas rurais ele faz uma grande diferença na proteção.
Quando trabalhar com hastes, procure no mínimo colocar umas 3 hastes com 1.5m de distancia entre cada uma.

Anônimo disse...

A fase 2 na realidade é o neutro.
mgs

Anônimo disse...

f1 é neutro não reverta a posição da tomada :

| neutro fase |
| F1 F2 |
| |
| T |
| terra |

Nosf!CJ's Blog disse...

Queridos,
Depende da região onde se está!

Há estados na nação onde
O FASE já é 220v.

No meu estado, Acre,
Para termos uma fonte de 220v
Temos que colocar duas FASEs de 127v
Para termos os 220v.

O TERRA faz parte do aterramento.

wesley disse...

Amigo,boa noite, residuo em manaus-AM e estou com uma duvida...devo liga o meu aterramento ao neutro no quadro de distribuicao

Nosf!CJ's Blog disse...

Não, definitivamente não!
O uso de NEUTRO como TERRA
Não é recomendado!

Isso é uma "gambiarra"
Que muitos técnicos utilizam,
Em muitos casos,
Por falta de recurso.

Crie um aterramento próprio
Específico para a caixa.

Abraço...

Anônimo disse...

Olá, muito útil o ensinamento... gostaria de saber se é correto aproveitar o aterramento da haste que fica embaixo do relógio medidor para levar fios terra para tomadas em geral na casa.

Anônimo disse...

...gostaria de saber se, fazendo um aterramento específico em caixa, posso usá-lo para chuveiro, tomado microondas, computador, etc...
obrigado

Anônimo disse...

todo aterramento deve ser interligado ao neutro no quadro de energia para evitar tensao de passo e neutro nao e terra e um condutor de retorno do transformador que e aterrado para balancear as fase do transformador

Nosferatu!CJ disse...

Bem, é como você falou:
O NEUTRO é um retorno de energia!

Anônimo disse...

Oi, gostaria de saber como se faz um aterramento em uma sala com 30 PCs. Obrigada

Anônimo disse...

Quando, com um multimetro trabalhando com a opção de medição de corrente alternada, colocamos suas pontas de teste, um no NEUTRO e outro no TERRA, a diferença de potencial não pode passar de 1v.

ISTO ESTÁ ERRADO. O MULTÍMETRO DEVE ESTAR NA OPÇÃO DE MEDIÇÃO DE TENSÃO ALTERNADA, NÃO DE CORRENTE ALTERNADA. É TENSÃO E NÃO VOLTAGEM. É CORRENTE E NÃO AMPERAGEM. COMO TEM AMADORES ESCREVENDO NA INTERNET. LAMENTÁVEL.

Nosferatu!CJ disse...

Corrente Alternada(CA ou AC - do inglês alternating current), é uma corrente elétrica cujo sentido varia no tempo, ao contrário da corrente contínua cujo sentido permanece constante ao longo do tempo.

Eu me referia à opção descrita no multimetro (AC - Alternating Current)
e em nenhum momento eu me referi a amperagem!

PS: Quando escrever utilizando-se da internet, evite de grafar em letras maiúsculas, pois sgnificam grito. Outra, tenha a dignidade de postar de forma não-anonima, para que possa enviar a resposta!

Nosferatu!CJ disse...

Bem,
Não importa para quantos computadores você faça, o que importa é que faça o aterramento. Você pode utilizar-se deste mesmo aterramento para todos seus 30 computadores, desde queja apenas os computadores no aterramento. Falo isso para que mantenha mais segura e eficaz a segurança da informação que irá guardar nos seus PCs.

Abraços...

Anônimo disse...

Desculpe, mas não entendi quase nada da sua explicação.
Vc diz que o neutro é um retorno de energia. O que isso quer dizer? Retorna como?

O que é diferença de potencial?




"Veja, você não vai proteger teu computador utilizando o TERRA do chuveiro elétrico, não é?"

Mas o terra não serve justamente pra proteger? Seria só uma extensão a ser levada pro computador.