Read in English - Leer en español
Powered by Google Translate

Maresia

Beijos, ardor,
Gemidos pelo ar
E o prazer cruza a rua
Ao me ver passar.

De olhar penetrante,
É nebulosa como uma lombra
Do cachimbo
Que está a queimar.

Chega com uma fome
Que o prazer logo consome
E some com o sentimento
Que está para chegar...

E o que era bom
Acaba por melhorar...

Sentimentos confusos
A beira-mar
Transformam a paixão
Em sentimento de amar...

Numa idéia confusa
Alimenta mais aquela ideia absurda
De querer voltar
Talvez pra ficar...

Isquero na mão
E um cheiro estranho no ar:
Cinza, pedra e fogo
Num metal a estalar...

Isso tudo em cima de uma cama,
Por entre maresia
Quando se confunde
A paixão por amar...

Confunde?
Não, se funde...

O pior é a distancia
Que separa a boca
Do broque:
Um dia chego lá
Sem medo de me queimar!


E naqueles dias de luar
Como o que se viu
Sob o vento do mar
Posso dizer com certeza
Que um dia
isso tudo vai voltar...

Maresia destrutiva,
Escreva sem exitar:
Avise que um dia
E qualquer hora vou chegar!

By Nosf!CJ

3 comentários:

Aires Pergentino disse...

Num sabia q vc era poeteiro... ehehehhe.... se precisar de ajuda... ehehehe... te vi andando pela rua um dia desses... Ta tudo bem?? E o Pedrinho??? um abração...

Anônimo disse...

Huuuummmm

Nosf!CJ's Blog disse...

Esquenta não!